56% das empresas de tecnologia ainda precisam se adequar à LGPD

Setor lidera as iniciativas, mas está longe do ideal, segundo índice da ABES sobre a Lei Geral de Proteção de Dados

Mais da metade das companhias de tecnologia não se adequaram à exigências da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A informação vem da Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) que desenvolveu, em parceria com a EY, o Índice LGPD ABES.

A ferramenta permite o diagnóstico de empresas em relação à sua adequação à nova lei. Dentre as mais de 2.050 empresas consultadas, de diversos segmentos, apenas 43,93% dos negócios em tecnologia estão em conformidade com a nova legislação.

Mesmo abaixo da média, o setor tecnológico apresenta números superiores ao do cenário geral, no qual apenas 39,45% atendem aos requisitos da LGPD. Segundo o presidente da ABES, Rodolfo Fücher, estar em conformidade com a LGPD é um desafio de todas as áreas de uma empresa, recursos humanos, vendas, marketing, financeiro, administrativo, e principalmente o jurídico e TI.

LGPD: Empresas de TI lideram

Para Fücher é precio assegurar a existência de processos claros e recursos adequados para prevenir uso inadequado dos dados e evitar vazamentos de informações e ataques de hackers. Neste cenário, a figura do data protection officer, o chamado DPO é fundamental. Saiba mais sobre a função na matéria publicada pelo IT Forum.

O índice também revela que o setor de TI está distante dessa conformidade, já que 70,3% realizam a coleta dos dados sigilosos e 30,9% já sofreram incidente de violação nos últimos 2 anos. “Ao bater de frente com dados preocupantes, a ABES se vê no papel de alertar, e também oferecer ferramentas e referências com o propósito de ajudar as empresas em sua adequação diante das exigências da LGPD”, comenta Rodolfo Fücher.

Para o presidente da instituição, tratar com seriedade a adequação à LGPD vai muito além das empresas. “Nos dias atuais, não podemos debater estratégias para o desenvolvimento econômico e social de uma nação sem mencionar Inteligência Artificial, big data, blockchain, computação quântica e realidade aumentada, por exemplo. A tecnologia está presente em todos os âmbitos sociais, então, companhias do setor que não estão em conformidade com a LGPD podem facilmente perder a credibilidade”, explica Fücher.

Para acessar o índice e fazer o diagnóstico, clique aqui. A ferramenta é gratuita e está à disposição de todas as empresas, sendo associadas da ABES ou não.

 

Fonte: IT Forum

04 de novembro de 2020

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias