Brasil está cauteloso no equilíbrio entre a inovação e a proteção de dados

A falta de uma legislação específica sobre a proteção de dados pessoais é comumente apontada como ponto negativo para o Brasil. Mas o porta voz da AWS para setor público, Jeff Kratz, defende a cautela como mérito. Segundo ele, o Brasil busca as respostas certas para ter uma lei que preserve o delicado equilíbrio entre segurança da informação e campo aberto para a inovação.

“Estou muito otimista sobre o Brasil, porque as pessoas estão fazendo as perguntas certas, buscando o que vamos resolver, muito mais do que uma atitude reativa. Estão pensando em longo prazo. Quem deve fazer o quê. E vendo como se faz em cada país, quais as melhores práticas”, afirmou o executivo em entrevista ao Convergência Digital.

“É excitante ver o governo agindo proativamente para proteger os cidadãos, mas sem atrapalhar a inovação. Porque esse é um equilíbrio delicado, mas o que temos ouvido demonstra compreensão sobre esse equilíbrio. Como estamos nesse negócio há mais tempo que a maioria, acompanhamos isso na Austrália, em Cingapura, no Canadá. Há uma miríade de opiniões, e há as melhores práticas”, afirma.

Como a AWS conta com infraestrutura de datacenter no país, Kratz sugere não se preocupar com eventuais exigências de armazenamento local, tema que em algum nível também está presente em debates mundo afora. E confirma que a empresa acompanha com interesse a contratação de serviços de nuvem para uso, possivelmente, de até 20 ministérios.

“Algumas administrações entendem que esse ou aquele tipo de dado precisa ficar local. Podem ser questões de segurança nacional, podem ser informações judiciais. A Argentina, por exemplo, mudou sua legislação para permitir dados financeiros fora do país. E muitos países, assim como o Brasil, estão pensando em digitalização e modernizando sua legislação. No nosso caso, estamos no Brasil há sete anos e temos em São Paulo uma estrutura única na América Latina. Podemos garantir não apenas cumprir regulações técnicas ou de segurança como também que não levamos as informações para outros lugares.”

Fonte: Convergência Digital

16 de maio de 2018

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias