Desenvolvimento de software e Internet impulsionaram setor de serviços

Apesar da queda de 0,4% em dezembro, no acumulado de 2019 o setor de Serviços cresceu pela primeira vez depois de quatro anos. A alta de 1% interrompeu a sequência negativa, com quedas em 2015 (-3,6%), 2016 (-5,0%), 2017 (-2,8%) e sem crescimento (0%) em 2018.

Segundo o IBGE, esse crescimento foi principalmente influenciado pelo segmento dos serviços de Informação e Comunicação, que registrou alta acumulada de 3,3% entre janeiro e dezembro do ano passado. “Entre os setores, os Serviços de informação e comunicação exerceram o principal impacto positivo sobre o índice global”, apontou a entidade nesta quinta, 13/2. 

Ainda de acordo com o IBGE, tal desempenho foi “impulsionado, em grande parte, pelo aumento da receita das empresas que atuam nos segmentos de Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet; de Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis; de Consultoria em tecnologia da informação e Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação”.

Já os serviços de telecomunicações, que também compõem o segmento de ‘Informação e Comunicação’, mantiveram a trajetória negativa que prevaleceu em praticamente todo o ano passado. Em dezembro, o recuo foi de 1,6%, tendo o segmento de telecom encerrado 2019 com queda acumulada de 0,8%. No mesmo período, os serviços de tecnologia da informação acumularam alta de 13%.

Fonte: Convergência Digital

13 de fevereiro de 2020

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias