Luto em tempos de pandemia é tema do RHTI de junho

Nesta terça-feira (15), o Grupo RHTI da Assespro-RS recebeu Lisiane Rosa dos Santos, psicóloga, fundadora do Serpsi, e Osvaldo Amorim, psicólogo clínico, para tratar do tema “Luto em tempos de pandemia: o que muda ao dizer adeus“. O encontro teve a mediação da coordenadora do RHTI, Thaís Garziera, e participação de diversas empresas associadas.

Lisiane destacou que, no caso da pandemia, estamos acionando áreas do cérebro de luto de coisas que ainda não aconteceram. São as mesmas áreas de quando perdemos um ente querido ou desligamos um colaborador. Nesse contexto, falamos de situações que ainda nem aconteceram e que o profissional do RH precisa lidar todos os dias, como o medo de que algo pode acontecer, de ter que reduzir o quadro de profissionais etc. “Uma das grandes orientações da neurociência a esse respeito é racionalizar o medo e viver o aqui e agora”, afirmou.

A psicóloga também apresentou que, no processo de luto, a neurociência afirma a existência de cinco estágios: negação, revolta, culpa a alguém, depressão e elaboração. “Hoje temos um vulcão em erupção e as estratégias que adotamos tendem a reduzir os danos. O recrutamento e seleção agora é uma parte muito delicada porque não podemos ficar tanto tempo treinando novas pessoas ao mesmo tempo em que precisamos de ambientes de trabalho adequados para manter nosso ritmo de vida”. 

No final, Amorim falou da diferença entre angústia e tristeza, em que na tristeza sabemos qual objeto foi perdido, enquanto que na angústia não. E hoje não sabemos o que está sendo perdido, por isso esse sentimento coletivo de angústia. Também destacou que se ouve muito falar que a vida não tem sentido, mas defendeu que o sentido é dado pela própria pessoa. 


Sobre o Grupo RHTI

Criado há cinco anos e sempre realizando encontros mensais, o Grupo RHTI aproxima profissionais que compõem os RHs das empresas de TI do estado, associadas da Assespro-RS, para discutirem sobre o mercado de tecnologia e as melhores práticas em gestão de pessoas. Os encontros também são uma oportunidade para troca de informações para geração de conhecimento e aprendizado.

 

  • Fonte: Vicente Medeiros
  • 15 de junho de 2021

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias