Ministro defende protagonismo do Brasil em inteligência artificial

Anfitrião da 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o ministro Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTIC) falou nesta terça-feira, 22, sobre os planos do governo para uma política nacional de inteligência artificial. De acordo com o ministro, as diretrizes para regular a nova tecnologia devem ser lançadas até o final deste ano.

O Brasil tem uma Estratégia Digital (E-digital), lançada em 2018, apenas com diretrizes gerais para a transformação digital do país. A política nacional servirá de guia para a pesquisa, desenvolvimento e uso de aplicações de inteligência artificial. “A ideia é que o Brasil não fique para trás nessa área. Não tem como voltar atrás. Temos que acompanhar e ser protagonistas em tecnologia”, disse Marcos Pontes.

O MCTIC vai inaugurar, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), oito laboratórios voltados para a pesquisa no campo de inteligência artificial ainda este ano. Destes, quatro terão áreas específicas: indústria, agronomia, cidades e saúde.

“Essa tecnologia [inteligência artificial], combinada com a internet das coisas e a quinta geração de internet móvel que está chegando ao Brasil, mudará a vida das pessoas. E o governo estará pronto para protagonizar essa mudança”, afirmou o ministro. As informações são da Agência Brasil.

Fonte: TI Inside

22 de outubro de 2019

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias