Prever as necessidades é um dos grandes desafios do RH durante a pandemia

Especialista aponta que lideranças flexíveis ganharão destaque em meio à nova realidade dos negócios

As lideranças estão encarando um momento de incerteza e muitas mudanças. Pesquisa feita em abril pela Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional, com empresas de todo o mundo, avaliou a percepção do mercado sobre os efeitos da pandemia nos negócios. Os dados mostram que 33% dos empreendimentos esperam um impacto significativo na receita anual.

Para especialista em desenvolvimento profissional e CEO da Passadori Comunicação, Liderança e Negociação, Reinaldo Passadori, isso é reflexo do medo que as empresas têm deste novo normal. “O mercado terá uma retomada lenta, por isso as empresas acabam vendo o impacto negativo, que é reflexo do medo. As lideranças precisam estar preparadas e prontas para se adaptar às frequentes mudanças, sendo mais flexíveis, dinâmicas e tendo total domínio da tecnologia, que será cada vez mais utilizada para o desenvolvimento de várias tarefas”, destacou.

Apesar das incertezas, o especialista alerta que existem oportunidades e as empresas e gestores precisam estar preparados. “É preciso enxergar as novas possibilidades, pois este momento pode ser melhor e muitos benefícios podem surgir, como novas formas de gestão, novos hábitos dentro das empresas e tudo isso pode gerar melhores resultados. Muitas coisas serão criadas e ajustadas para a nova realidade. As essências serão as mesmas, mas os contatos vão mudar e os líderes precisam aperfeiçoar a comunicação para promover uma integração com os colaboradores”, explicou.

A pesquisa da Korn Ferry mostra ainda que para 32% das empresas o maior desafio do RH durante a pandemia é a dificuldade em prever as necessidades futuras da força de trabalho em resposta ao cenário econômico em evolução. “Não sabemos como será o novo normal, pois cenários diferentes despontam diariamente, por isso a flexibilidade é tão importante para os líderes e organizações. Como antecipar as necessidades dos colaboradores é uma dificuldade, cada líder precisa estar pronto para ouvir e perceber estas questões para garantir o devido engajamento da equipe”, finaliza.

Fonte: InforChannel

15 de junho de 2020

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias