Start Edu – Lançamento do programa do Pacto Pela Inovação

Jorge Branco, presidente do Comcet e Conselheiro da ASSESPRo-RS, esteve presente no evento de lançamento do Start.Edu

A prefeitura de Porto Alegre lançou nesta terça-feira, 7, o programa Start.Edu. A iniciativa vai atrair startups de todo o país em busca de soluções inovadoras para os desafios da rede municipal de ensino.

Presente na solenidade no Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), o prefeito Nelson Marchezan Júnior aproveitou para desafiar as universidades a estenderem o projeto para outras áreas do município, como saúde, segurança e assistência social.  “Peço ajuda de vocês para que possamos fazer essa experiência em diversas áreas. Precisamos sair da tese dos discursos e ir para a prática para dar mais qualidade de vida às pessoas”, afirmou o prefeito.

O secretário municipal de Educação, Adriano Naves de Brito, explica que o programa busca conectar professores, alunos, pais, gestores e sociedade, com o propósito de ampliar a qualidade dos processos de aprendizagem nas escolas. “Precisamos avançar na educação e estamos fazendo isso com a participação da sociedade. O Start.Edu é o primeiro programa do Pacto Pela Inovação, em parceria com a Aliança das universidades de Porto Alegre e a Smed está sendo pioneira em aproximar as startups da administração pública”, diz.

O programa é uma parceria entre a prefeitura e a Aliança para a Inovação de Porto Alegre, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Pontifícia Universidade Católica (PUCRS) e Unisinos. O Start.Edu conta ainda com o apoio da Associação Gaúcha de Startups (AGS) e Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

O primeiro edital foi aberto na manhã desta terça-feira e já está recebendo inscrições até o dia 6 de setembro. Os interessados devem acessar o site da Smed, onde também está a ficha online de inscrição. A partir do edital, serão selecionadas propostas que possam contribuir com os desafios de qualificar os processos de aprendizagem e o desempenho dos alunos, ampliar a eficiência da gestão escolar e melhorar os serviços prestados pela Smed ao cidadão. O programa não prevê transferência de recursos.

Os empreendedores podem apresentar soluções para 20 desafios identificados pela Smed, que estão alocados em três dimensões: Desafios para Promoção da Aprendizagem; Gestão Escolar e Gestão das Aulas; e Melhoria dos Serviços Públicos na Educação – os desafios de cada grupo estão listados no edital. Poderão participar pessoas jurídicas de direito privado conceituadas como startups e inscritas no CNPJ/MF há mais de um ano a contar da publicação do edital.

Testes – A Smed abrirá espaço para incubação e testes das soluções selecionadas em parceria com as universidades que formam a Aliança para a Inovação de Porto Alegre, parques tecnológicas e incubadoras, que agregarão sua infraestrutura e expertise na implementação, acompanhamento e mensuração dos resultados. Antes da convocação para os testes, haverá opitch (apresentação direta) das soluções a ser realizado no Paço Municipal. Os testes deverão ocorrer em 2019, mediante assinatura de acordo de cooperação técnica.

Também participaram do lançamento a diretora-executiva do Tecnopuc, Flavia Fiorin; o pró-reitor de Pesquisa da UFRGS, Luis Lamb; o diretor da Escola de Engenharia da UFRGS, Luiz Carlos Pinto da Silva; o presidente da Câmara Municipal de Vereadores Valter Nagelstein, entre outras autoridades e universitários.

Fonte: Texto de: Lissandra Mendonça e Cristina Lac
Edição de: Fabiana Kloeckner – PMPA

Crédito foto Prefeito Nelson Marchezan Júnior no lançamento do Programa Star.Edu Startups – Tecnologia das Escolas
Foto: Luciano Lanes / PMPA

08 de agosto de 2018

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias