Veja 7 previsões de carreira para 2021

Durante o ano de 2020, marcado pelas dificuldades da pandemia do coronavírus, a falta de preparo por parte de muitas empresas para mudanças repentinas, como o surgimento de novas maneiras de trabalhar e novas funções de trabalho foram observados em diversas áreas.

Quando entrarmos em 2021, muitos dos desafios que enfrentamos em 2020 ainda farão parte do nosso dia a dia enquanto caminhamos rumo à recuperação.

Veja algumas previsões para o setor de RH, focadas nas áreas de carreira e aprendizagem, feitas por Débora Brewer, Vice-Presidente para a América Latina e Caribe da Degreed:

Habilidades em alta para 2021

A pesquisa “Em 2021, as habilidades pedem ajuda” revelou que embora as habilidades técnicas ainda estejam em alta, os trabalhadores brasileiros também têm muito interesse em desenvolver habilidades interpessoais, como liderança e gestão de pessoal, por exemplo, e essa tendência deve continuar no próximo ano.

Mudança no papel do RH pós-pandemia

Junto aos colaboradores, o RH é o facilitador e o motivador, removendo as barreiras para o desenvolvimento e crescimento dos indivíduos nas organizações. Acredito que no próximo ano um grande desafio será determinar como o RH conseguirá manter essa posição dentro das empresas.

Aumento na procura por oportunidades de upskilling

A pandemia acelerou a necessidade de adquirir novas habilidades. No entanto, temos observado que cada vez mais as empresas no Brasil e no mundo têm reduzido o investimento em upskilling – segundo nossa pesquisa global, quase metade das empresas (46%) reduziu o investimento em oportunidades de aprimoramento profissional nos últimos seis meses. . O grande desafio para 2021 será encontrar um equilíbrio entre a demanda de oportunidades de aprendizagem por parte de funcionários e a oferta de treinamentos de capacitação por parte das empresas.

Aprendizado como aliado para a recuperação econômica

As empresas precisam colocar o pé no acelerador se quiserem se recuperar dos desafios apresentados em 2020 e o combustível para isso é um alto investimento em aprendizagem. Os líderes e gerentes precisam preparar suas forças de trabalho com as habilidades necessárias para sobreviver e prosperar em 2021. Aqueles que colocarem o upskilling como prioridade agora serão os que terão funcionários mais felizes, produtivos e preparados para enfrentar as incertezas do futuro.

Aumento na mobilidade interna das empresas

Cada vez mais veremos líderes e gestores aproveitarem o talento que já possuem em seus quadros de funcionários para novos projetos e tarefas internos. De acordo com uma pesquisa da McKinsey & Company, empresas que conseguem mobilizar seu quadro de talentos rapidamente para aproveitar novas oportunidades têm uma chance maior de superar seus concorrentes, e são seis vezes mais propensas a terem mais retornos.

Surgimento de novas funções dentro do RH

A pandemia teve um impacto gigantesco na maneira em que trabalhamos. Muitos funcionários ainda procuram seus gerentes e líderes de RH em busca de orientação sobre como navegar ‘o novo normal’. Com isso, novas funções dentro do RH já começaram a surgir. A Ambev, por exemplo, criou em junho o cargo de Diretora de Saúde Mental. Novos cargos como esse devem ser criados nos próximos meses.

Combinação entre treinamentos presenciais e online

Nesse período de pandemia, nós tivemos de deixar os eventos presenciais de lado e fazer a adaptação para os treinamentos remotos. Quando nós pudermos, finalmente, voltar à normalidade, não acredito que voltaremos aos treinamentos como antes. Eu vejo uma combinação entre as oportunidades presenciais e online, uma complementando a outra.

 

Fonte: IT Forum

16 de dezembro de 2020

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias