52% dos brasileiros utilizam aplicativos de mobilidade para deslocamento

Paulistanos são os que demoram mais indo e voltando do trabalho, cariocas percorrem o maior trajeto

A mobilidade urbana é definida como a forma e os meios utilizados pela população para se deslocar dentro do espaço urbano. Nos últimos anos, os aplicativos de mobilidade, como Uber e Cabify, cresceram no país e uma pesquisa exclusiva do Viva Real, empresa do Grupo ZAP, revela que 52% dos brasileiros já utilizam eles para deslocamento.

O levantamento faz parte do Mapa da Qualidade de Vida 2018 – Viva Real, junto a moradores de 12 capitais* do país para decifrar diversos temas que envolvem o assunto. Ao todo, as capitais representam 28% do PIB brasileiro.

O carro ainda é o principal meio de transporte utilizado com 63% de participação, na sequência estão os aplicativos, seguido por ônibus (48%), caminhada (44%), metrô (35%), táxi (17%), trem (10%), bicicleta (9%), motocicleta (5%) e caminhão (0,2%).

Realizando a divisão por cidade, pode-se destacar a utilização do carro (64%) e metrô (52%) em São Paulo, ficando a frente de ônibus (50%). No Rio de Janeiro, uso de táxi (26%) e bicicleta (14%) é bastante expressivo. Os números revelam particularidades comportamentais por geração, onde a Y se mostra mais adepta ao uso de transportes públicos, com 59% ônibus e 38% metrô, enquanto X e Babyboomer permanecem fiéis ao carro próprio, com 68% e 66%, respectivamente.

Deslocamento para o trabalho

Quando o assunto é o trajeto de ida e volta para o trabalho, o carro fica em primeiro lugar com 59%, seguido de ônibus (48%), aplicativos de mobilidade (47%) e metrô (33%).

Embora aplicativos de mobilidade mostram forte presença no deslocamento para ida e volta do trabalho, a frequência de uso ainda é bastante baixa (75% usa apenas 1 a 2 vezes na semana). Já os meios de transporte tradicionais, carro, ônibus e metrô, continuam sendo usados diariamente (5 a 7 vezes na semana) ou com alta frequência (3 a 4 vezes na semana) pelos trabalhadores.

Nesses deslocamentos, o tempo mediano gasto de e ida e volta de casa para o trabalho é de 59 minutos, com distância mediana de 14,1 KM. O Rio de Janeiro é a cidade com maior distância mediana entre casa x trabalho (18,4 KM), porém São Paulo tem o percurso mediano mais demorado (1h9min).

*A pesquisa foi realizada com 3.990 respondentes das seguintes capitais: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

Fonte: SEGS

24 de agosto de 2018

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias