Com reajuste de preço, governo reabre pregão para software de virtualização

O governo federal abriu um novo pregão para compra de software de virtualização. Em uma primeira tentativa, no final de novembro de 2020, esse item restou deserto porque, segundo os fornecedores, a cotação do valor máximo ficou abaixo do preço de mercado. Daí um novo edital, agora com valor 18,5% maior. 

No mais, a compra é a mesma e em igual quantidade anteriormente prevista: 843 unidades de plataforma empresarial de virtualização e nuvem, VMware vSphere 6 ou superior Enterprise Plus. Antes cotada a R$ 21,9 mil por unidade, o valor máximo agora previsto é de R$ 25.978,85. 

“Na sessão pública, durante a fase de negociação, diversas empresas alegaram não poder reduzir o valor de sua proposta, pois o montante estimado apresentado no edital era inexequível”, explica o novo termo de referência do pregão. A disputa está prevista para o dia 24 deste fevereiro. 

Significa que de uma compra total desse item antes estimada em R$ 18 milhões, o valor agora chega a R$ 21,9 milhões. A demanda inicial tem 39 órgãos federais já de partida, mas como de praxe, trata-se de compra via registro de preços, com possibilidade de novas adesões. 

 

Fonte: Convergência Digital – Cloud Computing

05 de fevereiro de 2021

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias