Industria4.0 – O CAM não é mais somente um CAM

Como assim “o CAM não é mais somente um CAM”? Muitas vezes, classificamos o CAM apenas como uma ferramenta de apoio para os programadores ou operadores de máquina criarem as programações de suas peças. Com geometrias cada vez mais complexas e máquinas e dispositivos seguindo a mesma complexidade, o uso de uma ferramenta assim é indispensável para alcançarmos o máximo de possibilidades e eficiência do setor.

E se o CAM pudesse auxiliar não só o setor de programação de forma direta, mas sim toda a empresa?
Podemos começar falando sobre o processo de atualizações de projetos dentro da engenharia. Como essa informação de uma nova revisão chega ao programador/operador?

Com a utilização do CAM, assim que o modelo é atualizado ou alterado, uma mensagem é gerada dentro da tela do software para informar o usuário. O programa, de forma simples e nativa, pode recalcular seus percursos de acordo com a nova geometria e, assim, gerar um novo código atualizado e homologado para esta nova revisão sem a interferência de nenhum outro sistema periférico.

O que temos aqui nada mais é do que um dos pilares da indústria 4.0: a integração entre sistemas, que acabará diminuindo os ruídos de comunicação e consequentemente o refugo de peças produzidas fora de revisão.

Como se preparar para a produção

Continuando no processo de integração e compartilhamento de informações, cada vez mais uma máquina CNC precisa estar preparada para executar a sua função principal, que é produzir. Mas de que forma estamos preparando o nosso setor para liberar a máquina para esta função? Que tipo de documentação estamos criando? Como estamos compartilhando e para quem?

Com a geração das folhas de processos, podemos adicionar todos os dados de ferramentas, presets, dispositivos, particularidades e qualquer outro tipo de informação pertinente ao processo em uma página da intranet de simples compartilhamento. Assim, os setores responsáveis pela preparação do ferramental podem preparar tudo o que for necessário para a troca rápida em máquina.

Como qualquer computador que estiver conectado à rede da empresa pode ter acesso ao visualizador, podemos disponibilizar também ao operador da máquina as mesmas informações para que o próprio try-out seja mais ágil em sua validação. Com a validação virtual no software de simulação 3D, preparação das ferramentas de forma externa à máquina e informações de como cada processo será executado, a segurança na execução é aumentada de forma significativa deixando a máquina parada o menor tempo possível.

Planejamento é a chave

E como falamos novamente de outros setores, por que não compartilhar com o PCP o tempo de usinagem de um item para que todo o dia/semana/mês da máquina possa ser planejado e sequenciado?

Com ferramentas como o Syneco Planning, o programador e o operador podem ter em suas mãos a sequência das atividades, garantindo não somente os objetivos em relação aos prazos, mas também que todos os pré-requisitos necessários às execuções estejam disponíveis. Novamente, estamos falando de sistemas de integração e agora também, adicionamos mais um dos pilares da indústria 4.0: o big data.

Então, podemos afirmar que um software de CAM não é somente um software de CAM para gerar caminho de ferramenta. Ele é sim uma ferramenta para auxiliar toda a empresa com informações, dados e recursos para melhorar a produtividade do chão de fábrica e de qualquer outro setor em que ele possa ser integrado.

A sua empresa está utilizando todo o potencial produtivo das máquinas e ferramentas? Ou ainda não descobriu como usar o CAM como aliado para se destacar?

 

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias