Na era dos dados: como processos de TI aceleram a construção de valor nas empresas

Em um cenário global de crescente competição, empresas estão descobrindo cada vez mais rápido que a chave para o sucesso reside na transformação digital e nos investimentos em Tecnologia da Informação (TI). Os números falam por si só: de acordo com um estudo recente da IDC, os investimentos globais em transformação digital devem atingir a impressionante marca de US$7,3 trilhões em 2023, representando um aumento substancial de 17,4% em relação ao ano anterior.

Negócios na área de finanças, saúde e tecnologia lideram esse movimento de abraçar a inovação como uma necessidade imperativa para se manter competitivos. No Brasil, um estudo conduzido pela FGV revelou que os investimentos em transformação digital no país cresceram 75% no ano passado.

Os principais setores são: o setor de tecnologia, que concentra esforços em computação em nuvem, inteligência artificial e análise de dados para permanecerem relevantes no mercado global; o setor financeiro, que busca melhorar a eficiência e reduzir custos por meio de tecnologias de automação; e o setor de saúde, que investe em tecnologias de telemedicina e inteligência artificial para aprimorar o atendimento aos pacientes.

Para Marcelo Modesto, CEO da Avivatec, consultoria de tecnologia com expertise em negócios e referência no cenário de aceleração digital de empresas no país, o mercado teve um crescimento exponencial nos últimos três anos. Para se ter uma ideia, de 2020 para cá, a corporação dobrou tanto o faturamento quanto o tamanho do seu negócio. “Estamos testemunhando uma revolução nos negócios impulsionada pela tecnologia. Aqueles que investem em inovação e transformação digital estão na dianteira, criando valor para as empresas de maneiras nunca antes imaginadas.”, destaca.

Um dos aspectos mais notáveis dessa transformação é o papel central desempenhado pela inteligência artificial (IA). No setor financeiro, em particular, a IA tem sido aplicada para aprimorar funções e, sobretudo, para detectar atividades fraudulentas. Com estatísticas alarmantes, como as 2,8 mil tentativas de fraude por minuto registradas no primeiro trimestre de 2023 no Brasil, a tecnologia tornou-se uma ferramenta indispensável para instituições financeiras.

O executivo enfatiza: “A IA está ajudando a prevenir grandes perdas financeiras, identificando padrões suspeitos em enormes volumes de dados de transações bancárias. Isso não é apenas inovador, mas essencial para a segurança financeira de nossas instituições.”

Outra pesquisa recente, da Deloitte, fortalece essa tendência. Aproximadamente 70% das empresas planejam investir em IA ainda em 2023, com 20% delas já colhendo os benefícios dessa tecnologia em suas operações diárias. Além disso, estudos da Harvard Business Review indicam que as companhias pioneiras em adotar a IA em seus negócios obtiveram um aumento impressionante de mais de 50% na geração de leads em suas campanhas. Isso destaca a capacidade da tecnologia não apenas de otimizar processos internos, mas também de impulsionar o crescimento e a expansão dos negócios.

“Em um mundo em constante evolução tecnológica, a transformação digital e os investimentos em tecnologia estão acelerando a construção de valor nas empresas. O futuro dos negócios é digital, e quem abraçar essa transformação estará posicionado para prosperar.”, conclui, Marcelo Modesto.

 

  • Fonte: TIInside.com.br
  • Imagem: Freepik
  • 15 de novembro de 2023

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias