Pesquisa mostra que líderes de TI estão deixando a segurança cibernética em terceiro plano

Pesquisa divulgada pela Trend Micro mostra que 90% dos tomadores de decisão de TI acreditam que as empresas estão colocando em risco a segurança cibernética em favor da transformação digital, produtividade e outros objetivos. Além disso, 82% se sentem pressionados a minimizar a gravidade dos riscos cibernéticos para os membros da diretoria.

O levantamento, encomendado pela Trend Micro a Sapio Research, ouviu 5.321 tomadores de decisão de TI e negócios de empresas com mais de 250 funcionários em 26 países. As entrevistas revelaram que apenas 50% dos líderes de TI e 38% dos tomadores de decisão de negócios acreditam que os executivos de alto escalão (C-Level ou C-Suite) entendem completamente os riscos cibernéticos. Embora alguns pensem que isso ocorra porque o tema é complexo, e está em constante mudança, muitos acreditam que os membros do C-Level não se esforçam o suficiente (26%) ou não querem (20%) entender.

A pesquisa mostra que os líderes de TI e de negócios discordam sobre de quem deve ser a responsabilidade pelo gerenciamento e redução dos riscos. Os líderes de TI são quase duas vezes mais propensos do que os líderes empresariais a apontar para as equipes de TI e para o CISO; e 49% dos entrevistados afirmam que as ameaças digitais ainda estão sendo tratadas como um problema de TI, em vez de um risco comercial.

Esse atrito está causando problemas sérios: 52% dos entrevistados concordam que a atitude de sua organização em relação ao risco cibernético é inconsistente e varia de mês para mês.

No entanto, 31% dos ouvidos acreditam que a segurança cibernética é o maior risco do negócio hoje, e 66% acreditam que ela tem o maior impacto de custo do que qualquer outro risco.

Os entrevistados acreditam que os executivos se conscientizariam sobre o risco cibernético se:

  • a organização sofresse uma violação de dados (62%);
  • eles pudessem explicar melhor e mais facilmente o risco dos ataques cibernéticos para o negócio (62%);
  • os usuários começassem a exigir credenciais de segurança mais sofisticadas (61%)

Para ler o relatório completo da pesquisa realizada pela Sapio Research, clique AQUI.

 

  • Fonte: TI Inside
  • Imagem: Freepik
  • 29 de novembro de 2021

NOTÍCIAS RECENTES

Associados

Parceiros

Assessorias